Impressões de Minas

Primary Menu
Primary Menu

Impressões de Minas

LANÇAMENTO

Jabuticaba, primeiro livro do artista gráfico Filipe Costa, é um livro autoficcional que mistura fotografia e poesia. Semelhante a um livro de artista ou a um diário de bordo, a publicação apresenta fragmentos da viagem de dois amigos pelo interior de Minas. A obra é composta por 48 fotografias de celular, 2 prints de whatsapp, 10 poemas e 2 anexos. Num jogo de possíveis combinações e brincadeiras entre imagem e palavra, o livro acaba revelando o olhar pessoal do artista nessa viagem: as fronteiras entre amor e amizade, real e virtual, velho e novo, sagrado e profano, banal e sublime, literal e metafórico. A paisagem íntima do autor se mistura à paisagem geográfica das seis cidades mineiras por onde ele andou: vegetações, casas, objetos e estradas. Jabuticaba é um livro de detalhes, que com humor e poesia pede para ser decifrado. Um livro enigmático, como os interiores: de Minas e do olho do artista.

Catálogo

  • A cor do amor
    R$36.00
    [FRETE INCLUSO] "Qual é a cor do amor?" Essa é uma pergunta que se instalou na cabeça de uma menininha bem curiosa. Esperta como só e quase como uma detetive, ela sai a observar seu dia a dia e entre cores e brincadeiras descobre uma bela resposta. O livro “A cor do amor” foi escrito por Francine Lopes.  
  • A verdadeira história dos botões
    R$40.00
    [FRETE INCLUSO] A verdadeira História dos Botões é uma fabulação em torno de ideias e de conceitos sobre patrimônios e cultura indígena. Aos botões (uma estimadíssima preferência pessoal da autora) é reservada a chave possível para tratar sobre aqueles temas em um ambiente de aventuras e até de algum suspense. Pensado preferencialmente para o jovem público leitor, o que se quer é afirmar os seus atributos de autonomia, independência e imaginação criativa e, sobretudo, neles apostar. Pelas vozes do narrador, o texto se constrói mais como um exercício de experimentações, melhor, de experimentar o pensamento na direção do outro, o leitor, com o desejo de que ele pense e reflita sobre os ensinamentos da convivência, da preservação dos patrimônios humanos e culturais e a importância das narrativas – da história, da memória.
  • Carlos viaja
    R$36.00
    [FRETE INCLUSO] Carlos é um cachorro com nome de gente e com muita vontade de conhecer o mundo. Até que um dia seu dono resolve levá-­‐lo até sua terra natal. Carlos, então, sai de São Paulo em direção a Pernambuco em uma viagem de carro, com muita emoção. No caminho, cruza Minas e Bahia, conhece montanhas, cachoeiras e o sertão. Ele até nada no mesmo rio em que nadou Lampião! Em Pernambuco fica na casa da vovó, junto com jabutis. Sobe e desce as ladeiras de Olinda, conhece as pontes de Recife e a praia de Boa Viagem. Ele também fica amigo de um cão guia! Escrito por China e ilustrado por Tulipa Ruiz, Carlos viaja é um livro que inspira todas as pessoas, as pequenas e as grandes, que desejam ir além do seu próprio quintal.
  • Derlon
    R$60.00
    [FRETE INCLUSO] O livro apresenta um recorte do trabalho artístico do artista pernambucano Derlon, orientado por sua experiência durante a residência artística no sertão central do Ceará, como parte do projeto Ouro Branco (O projeto Ouro Branco foi apoiado pela marca de tênis francesa Vert, que produz seus calçados com o algodão plantado e colhido por famílias que vivem da agricultura orgânica na região do semiárido nordestino). De caráter introdutório, a primeira parte do livro enfatiza de forma abrangente a poética do artista, por meio da apresentação de intervenções urbanas realizadas em diversas cidades, que já sinalizavam os temas de seu interesse de pesquisa. No início de sua carreira, é possível notar uma preocupação latente com o desenvolvimento de ferramentas que aproximem e comuniquem a arte de modo efetivo com as pessoas, desejo visibilizado pela convergência com a estética da xilogravura, de comunicação eficaz, direta e de fácil assimilação. A segunda parte do livro, por sua vez, é dedicada a trabalhos desenvolvidos durante a residência artística, período em que Derlon pôde estabelecer uma dinâmica de convívio com as pessoas das comunidades contempladas pelo projeto e observar a cultura local através do cotidiano de seus moradores, sua história e o cultivo da terra. Esta vivência seria determinante para a continuidade de seu processo, foco da terceira parte do livro, que apresenta uma série de trabalhos desenvolvidos em decorrência da residência, como a exposição de título homônimo, Ouro Branco, realizada na Artur Fidalgo Galeria, no Rio de Janeiro, e ocupações artísticas nas ruas de Paris e São Paulo.
  • Dramaturgias do Real
    R$46.00

    [FRETE INCLUSO] O encontro de práticas potentes de criação de realidades a partir de noções diversas de performance, corpo e imagem se apresenta, em Dramaturgias do Real, nos desdobramentos tecnológicos, científicos, cênicos, urbanos e sociais. As pesquisas apresentadas renovam a dramaturgia em suas formas políticas e singulares em um drama e um real unificados, que se revelam em novos modos de viver a arte no mundo.

  • O ônibus, a cidade e a luta
    R$50.00
    [FRETE INCLUSO] Um livro surgido de uma inquietação se torna, quase sempre, ferramenta poderosa no debate para o qual se apresenta. Se, além disso, o livro emerge num momento tal que tenha diante de si o terreno aberto das lutas política e urbana, sua responsabilidade é imensa. Não é outro o caso de “O ônibus, a cidade e a luta”. Numa narrativa rigorosa sobre o transporte coletivo urbano no Brasil, André Veloso equilibra, em seu texto, tanto a formação e a trajetória histórica dos diversos sujeitos sociais no processo de modernização produtiva no país quanto a crescente complexidade das cidades brasileiras, de modo a alcançar uma reflexão aguda sobre oferta e demanda desse serviço essencial à dinâmica da vida urbana dos séculos XX e XXI. Escrevendo desde uma perspectiva marxiana de reprodução ampliada do capital, o livro investiga todo o acervo da pesquisa sobre o tema que já tenha se realizado nas nossas universidades, em geral referenciada ou à trajetória específica do setor de transportes ou a questões da produção do espaço, para, a seguir, se apresentar ao debate contemporâneo: o autor debruça-se com seriedade ímpar sobre os movimentos recentes pelo transporte e a história e contexto específicos do movimento Tarifa Zero BH entre os anos de 2013 e 2015.

Shopping cart

No products in the cart.